sábado, 18 de junho de 2011

Dinastia Tudor


Absolutismo moderno foi o sistema político desenvolvido no final do século XV, com o nascimento dos Estados nacionais na Europa, no qual o poder era centralizado nas mãos de apenas um indivíduo: o rei.

 Henrique VIII

 Na Inglaterra o absolutismo teve inicio após a guerra das Duas Rosas, crise entre as famílias Lancaster e York, pela morte do rei Eduardo III e a sucessão ao trono de Henrique VI, apoiada pelos York. Ricardo de York apoiava a permanecia de Henrique VI, esperando que este não demorasse a morrer, entretanto, ele teve um herdeiro que acabaria com os planos de Ricardo. Diversas guerras se desenvolveram pela disputa do trono e o resultado foi a ascensão de Henrique VII, em 1485, dando início a dinastia Tudor, que assumiria o trono pelos próximos 118 anos. 
Henrique VII casou-se com Elizabeth de York, e deixou como herdeiros Arthur, Henrique, Margaret e Mary.  Arthur casou-se com a espanhola Catarina de Aragão, em 1501, mas no ano seguinte morreu de malária. O pai Henrique VII morreu em 1509, passando o trono para seu outro filho, Henrique VIII, que assumiu o poder no mesmo dia em que se casou com a viúva do irmão, Catarina. Do casamento não nasceu um herdeiro homem, apenas uma menina, Maria. Henrique VIII não se conformava em não ter um filho homem e no momento em que se apaixonou por Ana Bolena, dama de honra da rainha, acreditou que esta poderia lhe dar um herdeiro. Para que o filho não fosse um bastardo era necessário que ele se casasse com Bolena, atendendo não só ao seu desejo, mas também aos caprichos da jovem. Para anular seu casamento com Catarina de Aragão, Henrique deu como justificativa o fato da espanhola ter sido mulher de seu falecido irmão. Mesmo quando Clemente VII recusou a anulação, em 1533, Henrique VIII casou-se com Ana Bolena, o rei foi excomungado pelo papa e em resposta rompeu com a Igreja Católica. Ele então criou a Igreja Anglicana, chefiada por ele, não seguia as ordens de Roma e ainda permitia o divórcio. Apesar de tudo isso, seu segundo casamento não vingou e tão pouco lhe sucedeu o esperado filho homem. Mais uma menina nasceu, Elizabeth. Em 1536, o rei acusou a esposa de bruxaria e adultério e ordenou sua execução. Jane Seymoure, foi a terceira esposa do rei, que finalmente lhe concedeu o herdeiro Eduardo VI, que foi coroado com apenas nove anos, idade que tinha em 1547, quando Henrique VIII faleceu, com isso governaria com um Conselho de Regência até que completasse a maioridade, porem morreu em 1553, de tuberculose. A população desejava que Maria, filha do primeiro casamento de Henrique VIII,sucedesse o trono. Como rainha, Maria revalidou o casamento de seus pais e restaurou o catolicismo. Em seu governo sanguinário, centenas de hereges foram queimados, o que fez com que a rainha ficasse conhecida como Queen Bloody Mary.  Quando morreu, de um tumor, a rainha que não deixou herdeiros, passou o trono para a meia irmã, Elizabeth I em 1558.

(parte do meu trabalho final do 2º semestre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário